terça-feira, 16 de agosto de 2016

Casamento da Taíza e do Thiago

Cerimônia e recepção: Clube Naval Piraquê


O destino ensaiou esse encontro de muitas formas.

Amigos em comum, endereços de residência no mesmo bairro, matrícula na mesma faculdade.

Mas o amigo relógio, sempre errava o compasso e descasava os momentos.

Pegadinha para dar mais sabor ao dia que se conheceram na residência médica.

2004 foi o ano mágico.

"Viramos amigos, confidentes, dividimos nossas histórias e bagagens.Até que uma fada madrinha,nossa querida staff e amiga, Dra. Fernanda, 

 chegou para nós enquanto conversávamos e ríamos como de costume, no meio da enfermaria e disse - vocês dois ó... ninguém me engana!!!!"

Duas semanas depois já era namoro.
Mais quatro meses, o pedido na sala de trauma. (coisa de médicos - risos).

Para não deixar dúvida, novo pedido na Torre Eiffel.
Ela aceitou nas duas vezes.

Olha só, o sorriso lindo de felicidade deles.
Dois anos depois, corações explodindo de felicidade.

E aí começou a parte que eu participo: a expectativa do grande dia, da grande festa que vou contar aqui.



As madrinhas estavam lindas em tons de nude.

Escolha perfeita de uma noiva que foi só acertos.

Que casal mais fofo.
Duas pessoas queridas para as quais eu adorei trabalhar.

A cerimônia foi no deck do Clube Naval com a bela vista da Lagoa Rodrigo de Freitas ao fundo.

Combinamos tudo branco na decor: tapete, flores.

Na saída, oficiais amigos também estariam de branco para erguer as espadas num emocionante teto de aço para os dois.

Os cisnes brancos em noite de lua!

E a noite estava linda.



Para dar ainda mais romance, a orquestra dos Violinos Moza ficaram responsáveis pela música da cerimônia sob as estrelas que recebeu um cortejo de peso.

Além dos super animados padrinhos e madrinhas, pais, irmãos e noivos, a beleza de três menininhas muito queridas.

A frente, a linda Sofia, filha de sangue do Thiago e de coração da Taíza.

Taíza, linda já por natureza, chegou ainda mais iluminada no vestido perfeito de Carol Hungria.

Cerimônia cheia de alegria, chuva de arroz e muitas fotos depois...chegou a hora de comemorar. 

A festa!!!!!!





Eles entraram no salão e seguiram para a pista de dança onde o microfone já aguardava os noivos que dariam o primeiro Boa Noite oficial de casados.

Então... (risos) ... o noivo inspirado pelo grande momento, se encheu de coragem para dar a receita de tudo:

"Vou falar sobre lagostas!"

E falou! (risos)
E foi sucesso! (risos)
E foi inesquecível (risos).
Como esquecer a teoria da lagosta, Thiago! Nunca mais.

E quem quiser entender a tal história da lagosta, a profissional aqui que trabalha para que nenhum detalhe da festa passe sem atenção, trouxe a cena histórica de Friends onde Phoebe explica tudo direitinho.

Quem quiser conferir, aqui está:



E Thiago beijou sua lagosta. 
E brindaram.E ele serviu coca cola pra ela depois de um longo período de força de vontade!

Dançou muito com ela a noite toda no salão que foi preparado do jeitinho que a Taíza me pediu.

Em nossas reuniões, Taíza me pediu para usar micro lâmpadas. 

Eu, pessoalmente, adoro. 

Elas parecem estrelas. 

Iluminam a festa não só pelos motivos óbvios. 

Na verdade, criam uma atmosfera de sonhos. 

No mesmo dia , postei que era dia de estrelas cadentes. 

Que elas tinham descido do céu para a festa dos dois. 

É isso. 
É magia no salão. 

Lembra contos de fadas. 
Ou de lagostas? (risos)


As cadeiras eram transparentes colaborando com o clima de sonhos. 

Para os móveis, a madeira marcou presença ao lado de flores brancas e muitas árvores que levei para o paisagismo.

Aliás, enfileiradas, pareciam mesmo um bosque convidando para um passeio romântico.

Ops...lagostas não passeiam em bosque. Ou será que aqui passeiam?




Para as mesas de convidados, o mis en place com taças em tom fumê e sousplats de prata.
As toalhas em tecido medalhão dava o equilibrio entre a leveza das cadeiras transparentes e o peso de um tecido mais encorpado.

Gosto desta brincadeira com os opostos. Em decoração, a presença de elementos óbvios é sinônimo de monotonia.

Para os guardanapos, levei chantung pela maciez e elegância.




Doces de todos os tipos e sabores, eu coloquei em peças de cristal e espelho continuando a brincadeira entre o clássico e o moderno.

A mesa clássica de madeira oval e a cortina de lâmpadas ao fundo, seguem no jogo dos contrastes.

As fotos de Michel Newmann mostraram bem a mistura e eu adorei. 

Obrigada, Michel!




 



Eles prometeram no discurso que não iriam sair da pista e cumpriram.

Dançaram da primeira até a última música.

O jantar foi servido, as horas passaram, entrou rock, entrou funk, entrou champagne, entrou sertanejo, entrou o Frank Sinatra e entrou o champagne de novo.

Entrou balão, mais champagne e sandalinha. Sair, ninguém saiu.




Os convidados seguiram os noivos no que pode se dizer como uma só dança de muitas músicas.

Durou a festa inteira.

Nosso Dj, Sergio Afonso, não deixou bola quicando. Intervalo pra que?

As músicas do tempo da faculdade, as festas da turma, as canções que marcaram época na vida deles...tudo lá. Não faltou nada.

Não faltou nem reencontros que eu adoro. Noivos queridos que eu tive o prazer de ajudar a viver seu grande dia e revejo em festas de amigos, juntos, felizes, celebrando. 

Essa é a Roberta e o Uriel, noivos Cerimoniale de maio deste ano junto com Taíza, Thiago, eu e o DJ Sergio Afonso.

Clique no fim da noite, já de luzes acesas, olhinhos cansados mas felizes demais. (foto de celular!)

Embaixo, um abraço que guardarei num cantinho muito especial do coração.


Thaíza, Thiago:

O destino constrói, arruma, ajeita, faz tudo direitinho no compasso perfeito.

O tempo, que brinquei logo no começo dizendo que faz pegadinhas, é, na verdade, o maior aliado do destino. 

Eles trabalham afinados numa música perfeita que a gente entende pouco mas tem que se render ao final com o resultado. 

As bagagens, como você, Taíza, definiu, não atrapalharam. 

Não atrapalham nunca. 

São escola de preparação.

Para quem ainda sonha com um dia como o de vocês, tenho que encerrar esse post com o conselho da Phoebe:

 “Go get your lobster” (risos) e sejam felizes!!!!!!

Beijos




Você pode deixar seu comentário sobre esse casamento clicando logo abaixo na palavra 
comentário.

Se identifique, siga todos os passos até clicar em publicar e confirme ao sistema que você não é um robô.

Então, clique em publicar pela última vez. 

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Meu Aniversário - 2016

Recepção:Pedra do Alto




Era uma vez uma profissional de festas que, não por acaso, escolheu o mundo das celebrações para viver e trabalhar.

Ela cresceu no palco. O espetáculo para ela é o mundo real.

Cresceu com os pressupostos de abstrato e concreto invertidos.

A emoção, as luzes, o sonho ... fazem parte do que ela pode tocar.





A sua alma é matéria e, assim, transforma em festa, a alegria de comemorar usando salões como tela e flores, música e dança como seus lápis de cores.

Essa, sou eu (risos) : Flavia Cavaliere

E esse post vai contar sobre a minha festa de aniversário.

Leonina de 18 de agosto que comemorou antecipadamente adaptando a agenda a programação do RJ que estará em pleno clima olímpico, com feriados prolongados e amigos aproveitando para tirar férias.

Faço questão de comemorar com todos os meus amigos.

Gente querida que faz parte da minha vida, dos capítulos da minha história.

Aniversário é aquela data que a vida escolhe para gente comemorar tudo.



Um ano inteiro de muitas coisas boas e aprendizados também.

A festa não é só minha mas de todos aqueles que fazem parte das páginas do meu ano.

Todo mundo comemora.

É uma delícia.

Tudo começa na preparação.


Este ano, dois amigos me falaram sobre o mesmo lugar: uma casa linda, recém inaugurada.

Como tudo que deve acontecer é escrito no universo antes mesmo que a gente tome conhecimento, eu tinha tido o prazer de ir na festa de inauguração.

Então, eles me apresentaram aos donos e conspiraram para que tudo desse certo.



Aqui estou eu, recebida com o maior carinho pela Pedra do Alto para a minha festa.

Obrigada desde já, Walmyr, Ricardo e Marcelo por abrir as portas para eu fazer essa bagunça toda.

E eu baguncei muuuuuuuito.

A montagem já começou na quarta (a festa era só no domingo!).



Começamos pelo teto.

Fiz um rebaixamento com tecidos.

Foram 250 metros costurados, emendados, suspensos em cabos de aço e grampeados em estrutura que precisou ser fixada nas laterais para aguentar o peso e dar o ar de leveza no abaulado das faixas.

Depois, mudei o recorte da planta.

Fechei salas, abri passagens, reduzi o salão principal e criei movimento com painéis geométricos nos acessos aos toilettes.

Dei trabalho mais uma vez para meu pessoal tão querido que passou três dias nisso.

Valeu, Vânia!!!!!

Para finalizar, as paredes ganharam treliças decoradas com velas e heras.


Ah...as velas!!!!!

Adoro.
Como combinam com festas.

Usei muitos lustres, lampiões, lanternas marroquinas, cachepots de vidro e ferro e castiçais.

Velas em todas as suas representações.

Sobre a pista de dança, oito lustres.





Na sala de doces, mais um super G e sobre o gazebo, (sim, eu construí um! e ficou lindo, meu gazebo) coloquei mais um.

Peças lindas que selecionei no acervo de duas queridas que me deixaram à vontade para escolher o que eu queria para a minha festa: Fatima Cavalcante e Valéria da Glória.

Quando digo que a festa é de todo mundo... Elas trabalham muito e ainda ficam felizes. (risos)

Então, chegou a vez de entrar os móveis.

O RJ em pleno período olímpico, com restrições absurdas sobre horário de circulação de caminhões e veículos de carga, obrigou a gente a descarregar na madrugada.

Foram três caminhões repletos de sofás, mesas em madeira trabalhada, cadeiras medalhão e muitas poltronas.


Quis criar um ambiente que trouxesse a essência da floresta (afinal, estávamos em meio a maior floresta urbana do mundo) para dentro da festa.

Nada de palácios com cristais.
Nem tampouco, a rusticidade de móveis em demolição.

Para o meu aniversário, o luxo da natureza em seu maior requinte.

Madeiras talhadas, peças em pátina invertida e, porque não, a mistura do veludo, do couro e do vidro.


Para aquecer e trazer aconchego, as lindas árvores construídas galho por galho por meus queridos parceiros.
Dá um trabalhão que vocês nem imaginam.

Um tronco, muitos galhos.
Agora vai podar todos do mesmo tamanho, espetar cada um, dar forma, carregar até o ponto, fixar...

Paulo , do fundo meu coração, obrigada!

Chegou a vez dos detalhes.Ah...os detalhes. Costumo dizer, que a festa é um conjunto de pequenos e grandes detalhes que trabalham bem juntos.

Para decorar as mesas, peças em porcelana, hortênsias e molucelas, pequeninos sousplats em resina e taças em vidro trabalhado.

Mais um acervo lindo que eu pude dispor para minha criação.

Desta vez, da minha amiga Angela - da Panos e Cores. Que parceiros queridos!!!


Para os doces, coloquei a prata e os cristais: dois elementos da natureza em conjunto com a belíssima mesa redonda de dois metros e meio de diâmetro para a qual eu ainda dei mais um andar sobrepondo peças.

Mas ainda não foi o suficiente de espaço para montar todas as tentações que chegaram para a minha festa.

Dois aparadores e mais uma estante, completaram os suportes para a apresentação dos doces.

Quero aqui, falar em especial das embalagens dos bem casados.

Que capricho da minha amiga querida, Ilze Cunha.

Sabendo que eu iria usar um tecido específico para almofadas e alguns estofamentos, ela me pediu uma amostra, escaneou, imprimiu o padrão em papel e produziu caixinhas em forma de pirâmide para os bem casados.

Mandou foto para que eu aprovasse com amostras de diferentes tons de fitinhas e ainda mandou mais um montão embrulhados com lacinhos chanel para compôr.

É muito carinho, né?

Também teve os maravilhosos brownies da Olenka que me presenteou com sua receita tradicional e ainda , sabendo do meu deleite pelos seus brownies de chocolate branco recheados de brigadeiro, mandou eles também em profusão.

Eram muitos na minha mesa!!!!!!!

Um espetáculo !!!!!

Elvira Bona mandou centenas de seus incomparáveis bolos de rolo nos mais diferentes sabores.

Era de doce de leite, goiabada, brigadeiro... tudo lindinho chegando com a surpresa do meu monograma.

Ai, essa amigas maravilhosas e seus mimos para mim.

Frances, o que é aquele doce italiano????? E a tortinha de prestígio????? Bala de ovos!!!!! Palha italiana!!!!!Brigadeiro de creme brulée!!!!!

Acredito que as pessoas que trabalham com doces estão mais perto do céu.

É muito açúcar e afeto no coração.

Tanto que transborda para as mãos de onde saem essas delícias.
Armazém do Cacau com seus brigadeiros de doce de leite com nutella e copinhos de brigadeiro branco com amora, a patisserie de Rafaela Panisset, Arte em Doces com seus brigadeiros de churros e de óreo, mini rocamboles trufados de chocolate com coco, quindins e conchinhas recheadas de beijinho de coco.

Ana Paula Aiube com sua pegada de brasilidade me trazendo doces de tapioca, de queijo com goiabada... de banana !!!!!


Os chocolates do outro mundo da minha querida Manuela, da Le Chocolat e da super Beth Chocolates...

Estão engordando só de ler?

Mas a galera que estava lá se fartou.

E eu fiquei muito emocionada com tanta homenagem doce. Presentes que eu compartilho com todos que estão lá.

É uma alegria enorme arrumar cada um deles.

Um por um em bandejas e forminhas ao longo do dia, ao lado da minha equipe tão querida.

No dia mesmo da festa, sou a primeira a chegar, ainda bem de manhãzinha.

Oito horas da manhã já estava lá trabalhando na finalização da montagem.

Feliz, cheia de energia boa que vem de cada caixinha de doces e dos caminhões de plantas, flores, som...



O bolo foi um capítulo e tanto.Merece que eu conte a história.

Ano passado, o bolo foi o primeiro insight da produção.

Ainda não tinha dado forma a nada quando imaginei e escolhi o bolo.

Arrisco até a dizer que a festa nasceu a partir do desenho do bolo.

Tudo mais combinou com ele.

Este ano, não.

A festa já estava pronta na minha cabeça. Móveis, cenografia, peças...tudo já tinha ganhado forma mas o bolo não surgia.

Tive calma.

Meu amigo Garcia, o melhor bolo do mundo!, me perguntou algumas vezes sobre o bolo do meu aniversário mas eu não tinha escolhido o desenho ainda.


O processo de criação é mesmo assim. Não tem uma ordem obrigatória.

Pode partir do bolo ou pode quase estar pronto sem ele.

Uma coisa é fato, tudo deve se falar. Tudo faz parte de um mesmo sonho mas aceita muitas nuances.

Cada festa tem seu ritmo, uma alma própria.

É preciso respeitá-la. Não forçar nada.

Deixar que ela nasça.

Foi isso que eu fiz.
É isso que sempre faço.

O bolo apareceu na semana da festa. (risos) Acreditem.

É mesmo assim.

Existem coisas que chegam para fazer parte até mesmo na véspera.

É preciso serenidade para não surtar (risos).

Pedi recheio de nozes com guanache de chocolate branco.

Feito!

Afinal, estamos falando de uma festa onírica sobre o dia que celebrei em meio as árvores da mais bela paisagem da nossa natureza urbana.

A confeitagem ganhou um tom pastel de verde com folhas em relevo.


Mas como nem só de doces vive o homem, meu amigo Demar ficou responsável pela cozinha e fez muito muito muito bonito com seus garçons em dolmas brancos.

Como são queridos para mim! Toda a família Demar."Ói, nóis" aí embaixo na foto.

O seu mais que famoso bacalhau, compareceu assim como o meu preferido, penne a carbonara em meio a tantas outras delícias.

Pedi para ele fazer aquele ouriço de cabelinho de anjo frito, sabe?

Bem a moda antiga mas que eu adorooooooooo.

E ele ainda colocou provolone dentro.

A gente comia e o queijo derretido fazia o delírio.

Ai , meu Deus!!!!! E o camarão com molho tailandês? E o vol-au-vent de lagosta?

Teve ainda tanta coisa boa dele...

Ricardo e Margareth, dois amigos que a vida me deu não tem muito tempo, mas que chegaram chegando pra valer, levaram para minha festa uma espetacular estação de risottos do seu buffet Rappanui com direito a frutos do mar e um ossobuco que foi para panela as nove da manhã para cozinhar bem devagarinho e enlouquecer quem dele provasse.

Tá achando que foi uma farra gastronômica?

Mas não foi só isso não.

Teve a Mayumi com seu Hinata.

A foto dispensa qualquer comentário mas vou me atrever a continuar falando.

A turma caiu em cima dos barcos que eu achei que fossem todos se afogar. (risos)

Mayumi, querida: obrigada mil vezes.

Eu não tenho palavras para te agradecer todo esse carinho em formas variadas e sabores japoneses. Acho que a turma toda que estava lá, também não.

E ainda tinha o picolé Alex que fez um sucesso danado.

Degustado no palito ou no copo de bebida, valia tudo.

Esse picolé já faz parte dos meus aniversários.



E depois de tudo que falei, vocês concluem que não me faltava alternativa a não ser a de oferecer a todos que estavam lá, uma boa chance de comer tudo isso sem culpa.

Ou seja, agitando a melhor bagunça, para queimar as calorias .

E agitei.

Mas não fiz sozinha.



Tenho orgulho de dizer que a minha festa de aniversário reune gente que se ama, que me ama e que eu amo muito também.

Gente do bem, que se conhece a anos, que se compreende, que sabe dessa vida maluca que a gente escolheu de viver uma vida non-stop onde toda semana é a semana mais importante da vida de alguém.


Gente que uma vez por ano (no meu aniversário) vive uma noite inesquecível, onde não tem a cerimonialista, a decoradora, o dono do buffet, o músico, o DJ, a dona da empresa de móveis, o florista, o fotógrafo.

Ou melhor, onde tem todos eles ralando de dia (risos - muitos já participam da produção e já é uma festa!) e celebrando muito à noite.



Felizes por fazer parte deste nosso pequeno grande grupo de amigos e parceiros que se amparam, que se sentem uma família, que são parceiros até debaixo d'água, que se socorrem e que são tão competentes que conseguem sair do lugar de quem se preocupa com a técnica para viver na alegria de quem já desfruta da profissão com uma eficiência espontânea, que simplesmente flui.

Essa é a minha gente.

Essa é a galera que está aqui nas fotos.

Essa é a turma que eu escolhi para celebrar o dia mais feliz do ano pra mim: o meu aniversário.

E, olha só, pelas fotos aqui, a competência com que a gente faz isso (risos).

A gente se divertiu muuuuuuito.


Mas tanto, que todos nós, chegamos a lembrar daquela época de nossas vidas que podemos rir sem parar, cair de pernas para o alto e rir dos tombos, fazer guerra de travesseiros e espalhar todas as plumas dando gargalhadas sem parar.

A chegada dos convidados já começava com o encontro deles com os mímicos que brincaram muito com cada um deles e já anunciavam o clima que estava preparado para essa noite.





A pista já abriu com a participação divertidíssima dos Hiperativos.

Adoro essas "salsichas" coloridas.

A gente dança muito.

Os mímicos se juntaram a nós e a bagunça só cresceu.








A iluminação trabalhada para o espetáculo, junto a chuva de papéis picados, o laser, os globos de espelho e o set de hits 90' deram o start pelas mãos do meu DJ e
também meu amor Sérgio Afonso!

Que pista linda, DJ!!!!!!

Foi um sucesso atrás do outro e não teve essa de esquentar, não.

Já começou lá em cima.





Mais um pouquinho e, em meio ao set de dance, entra o queijo sem chamar a atenção e a cantora Jessica Maximo surge cantando ao vivo, Titanium.

Uma canja dos DJ Marcos Rodrigues e Rodrigo Setta e meu DJ pode deixar um pouco as CDJs para dançar comigo.

Hoje é meu dia!
A gente merece.



Entram os balões!!!!

Lindos e da cor do meu vestido.
Eu pedi assim.

Verde e azul como a roupa que eu estaria usando.

O "CÉU" se enche de balões metalizados com o meu nome em meio as luzes e a nuvem de fumaça.

Super efeito especial. Esqueceram que eu cresci no palco?





A cada minuto, a turma do registro para a posteridade tinha assunto.

Acho que eles foram os que mais trabalharam. (obrigada, amigos!!!)

Beto Santoro capturou todas as imagens que vão virar um filme.

Voltem aqui em poucos dias para assistir.



Victor Miguel trabalhou as presenças e transformou todos as fotos em um álbum inesquecível com dedicatórias de todos para mim ao lado de suas fotos.

Esse álbum é mesmo tudo!!!!

O valor emocional que ele tem, não tem tamanho.


Ao lado da estação de comida japonesa, uma bike muito fofa trazia na garupa um tótem interativo onde todo mundo tirou foto, mandou para o próprio email e, de quebra, recebeu impressa com moldura personalizada.

Linda, linda, linda!!!!!!!!!!! ...da Zoomfoto.

Alexandre, Rafael... valeu demais!!!!!

Amei.

Beto Cursino que a mais de dez anos não deixa de fotografar nada da minha festa, não estaria de fora neste aniversário.

Lá estava ele com sua câmera, tão querido, clicando tudo.

Nada escapou.

Beto, te adoro!!!!



Daud Pachá também caprichou fazendo suas fotos cheias de vida e de cores.

Foi o primeiro que me mandou o material.

Acredita que ele foi pra casa e ao invéz de dormir, após essa festa que ferveu em altas temperaturas, sentou para tratar fotos e me mandou ainda na madrugada? O título do zip? "

Tempo recorde". (risos)


A galera dança mais um pouquinho e quem entra?

MC Andinho!
E deu um show.

Um show meeeeeeeesmo.
Artísta com alma, com raça.

Comunicação maravilhosa, cantou e encantou.
Já abriu com seu maior sucesso "Corpo Nú" seguindo com "Copo pro alto, vamos beber".


A música estava combinada comigo.

De tarde, a equipe de garçons do Demar, ensaiou coreografia com minha equipe para esse momento.

E lá foram eles!!!!!

Entraram com tudo, garrafas de champagne, taças e braços pro alto.

Foi uma loucura, cercando a pista e distribuindo bebida para todo mundo.

O Mc seguiu com a festa e cantou sucessos da antiga como "Estrada da Posse" e o "Bonde do Tigrão".

Até eu cantei. (risos)
Mc Flavinha! Será?! (risos)

Olha só, os flagrantes.

Gente, foi a primeira vez que fui até embaixo desse jeito. (risos)






Sergio Afonso volta pro comando e adivinhem ????

Mais bagunça.

Rolou macarena e a festa inteira fazendo coreografia junto.

Que momento!!!!

Sidney Magal com sua Sandra Rosa Madalena, Gipsy Kings, Dança do Pinguim, Robocop Gay...uma doideira depois da outra.
Tudo uma grande brincadeira mesmo.


Minha festa é isso.

A gente brinca muito. A gente ri muito. A gente dança muito. A gente faz bagunça boa.

As bochechas doem. As cochas também. (risos) Mas ninguém pára. É bom mil vezes.

Quando eles pensam que acabou, eu arrumo mais uma.



Solta a quadrilha, DJ!
Entrem os chapéus de palha!

E pronto. Mais bagunça. (risos)

Túnel, minhocão, grande roda...até aí, ok.

Mas alguém lembra que diabos é o bicho da seda???

Lá também ninguém lembrou.

Então faz o túnel de novo. (risos)




Serra serra...???
Galope... ???

Affeeee....(risos) que rolo!!!!! (risos)

Volta pro túnel (risos).

Mas é túnel toda hora????

É sim, senhor! (risos) O povo gosta.







E segue a festa.
Vou dizer aqui os top five.

1) A placa mais fotografada e que todo mundo queria apesar de terem muitas outras no salão:






2) O adereço preferido dos meninos mais elegantes:





3) O convidado que voava:


4) Os convidados que cantavam:




5)A equipe mais linda que Deus me deu que bateu um bolão comigo e no meu aniversário merece se divertir também:



Obrigada também,a Glorinha Pires Rebelo pelo meu vestido lindo, a Nilza Nohra pela maquiagem e cabelo top - que eu suei todo (risos), a Papel a la Carte - da Claudinha Haddad, que convite show, ela fez pra mim!!!!!, a Porto di Vino - do querido Bernardo Murgel,a Commemorare - e toda a sua equipe, ao Picolé Alex - da fofa Tainã, a KVA Sequip geradores, a Sunset Services, a J R Durand - equipe de segurança, a Comercial Festas - do parceiro Telmo, ao Silas Balões, Heloísa, Paulo, Otávio, Joyce, Douglas, Tabata, Rogério, Sr. Getúlio, Gisele, Bianca...

Todos os amigos que vieram e fizeram desta festa, uma noite inesquecível.

Quero dizer uma coisa.

A maior riqueza que uma pessoa pode ter na vida, é saber que é amada.

E a cada ano tenho mais certeza que tenho amigos de verdade.


Olhando essas fotos e parando para contar para vocês sobre essa noite, não posso duvidar disso.

E olha, que por mais que as palavras existam para que a gente possa expressar e contar sobre coisas e sentimentos, elas são pequenas demais para falar de tudo isso.

Juntem as imagens, as palavras e multipliquem pelas estrelas do céu e chegaram perto do que foi essa noite.

Uma noite que traduziu a mais simples verdade a qual me faz tão feliz: tenho amigos de verdade e queridos na úrrrrrrrrrrrrrtima.

Amo vocês e espero tê-los ao meu lado pelos próximos 150 aniversários, porque vai ter festa!!!!!!

Beijooooooooooooos










Deixa seu comentário sobre essa festa aqui!!!!!

Clique logo abaixo na palavra  Comentário.

Se identifique, siga todos os passos até clicar em publicar e confirme ao sistema que você não é um robô. 

Então, clique em publicar pela última vez.